Livros + Literatura Brasileira e Internacional + Best Sellers + Lançamentos + Frete Grátis. A partir de R$10,90


como criar um site

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

My Travel and Cash Reclame Aqui - Reclamações - Denúncia


Anúncios Patrocinados:


Veja as falcatruas desta empresa europeia que chegou ao Brasil para enganar muitos consumidores e pessoas bem intencionadas que desejam ficar milionários da noite para o dia com este esquema de pirâmide disfarçado. 
Dúvidas Comuns: 
MY Travel And Cash Vale a Pena?
MY Travel And Cash é Fraude?
MY Travel And Cash Reclame Aqui
MY Travel And Cash Funciona? 
Lesados pela MY Travel And Cash.
Se você chegou aqui com estas dúvidas leia o artigo abaixo e tire suas próprias conclusões. 
My Travel and Cash: fraude detectada!
Na atualidade vemos o surgimento de um sem número de “negócios” que oferecem a “oportunidade do século”, a promessa de mundos e fundos a quem experimentar a bebida contida no “Santo Graal”, o caminho líquido e certo para se tornar um milionário. Esse pipocar de “negócios fantásticos” tem relação direta com a desregulação dos mercados, com a crise financeira que vivemos desde 2008, e geralmente vem travestido de clichês como “você consegue ficar rico, é só ser persistente, consistente que os resultados virão”, “não ouça os ladrões de sonhos: eles acabarão com essa grande oportunidade de negócios na sua vida” etc. Mais de 99% dessas “fantásticas oportunidades” diz respeito a empresas que carregam consigo a alcunha de sistema multinível (MMN). São empresas, em sua grande maioria, que são possuidoras de uma estrutura que implica perda de dinheiro, do respeito das outras pessoas, de autoestima e de amizades, possuindo um corpo funcional que potencializa a nocividade do sistema de distribuição, uma vez que atribui ao prospecto o ônus de seu fracasso/derrocada. Dentro desse grupo de empresas está hoje a My Travel and Cash (MYTC), um esquema importado da Europa (cópia da TVI Express) que tem como finalidade enganar e obter lucros em cima de prospectos que acham que estão no melhor negócio do mundo. Como na maioria dos MMNs fraudulentos, o produto/serviço oferecido por essa empresa é apenas o invólucro, a desculpa para a verdadeira essência do esquema: o foco no RECRUTAMENTO ad infinitum para seu sustentáculo e para o inglório sucesso financeiro do prospecto. A seguir discutiremos brevemente sobre a variante de MMN que é utilizado pela empresa (sistema binário), e depois esmiuçaremos seu plano de marketing com vistas a mostrar porque ela é uma pirâmide com produtos/serviços, próxima a um esquema Ponzi clássico.
.
1) Sobre os sistemas binários
O sistema de distribuição da MYTC é um binário, uma subdivisão/variante/tipo do sistema de MMN, em que as comissões são pagas quando alguém é recrutado, e 100% das comissões são provenientes de taxas de adesão. Possui um pacote de estadia, que é apenas o invólucro do para o sistema piramidal.
Então, antes de falar do plano de marketing em si da empresa, vamos fazer uma breve introdução sobre o que são sistemas binários para o leitor perceber como a MYTC se encaixa nessa variante.
Consoante Ludovino, historicamente os binários têm um período de vida curto, recheado de problemas com aprovações e governos – grandes multas pagas nos tribunais. A maioria das empresas binárias diz que paga as bonificações na sua totalidade, porém a realidade mostra queelas pagam mais tarde as bonificações, se aproveitando do período de boom no recrutamento até que o colapso atinja o sistema. Então, o problema é que se a maior parte dos distribuidores se qualifica ou a empresa fecha as portas, ou os rendimentos distribuídos serão muito dispersos.
Além disso, num binário os líderes constroem pernas tão depressa quanto possível; em outras palavras, eles controlam as pernas de forma a serem beneficiados em prejuízo do seu próprio grupo, fazendo com que a construção automática na melhor das hipóteses seja um mito, e na pior das hipóteses, uma grande mentira. Outra característica é que a maioria dos binários paga na perna mais fraca e não na mais forte e assim, como consequência, a possibilidade de sucesso da maioria dos prospectos será ceifada. Esse é o resultado de tentar nivelar uma coisa que nunca será nivelada. Por conta da construção “automática” de um dos lados da estrutura, os binários estão associados a “esquemas de ficar rico rápido”.
Um ponto interessantíssimo apontado por nossa fonte é que os binários têm sido historicamente usados por empresa que vendem serviços acima do preço normal, e são normalmente construídos com a utilização de expectativas exageradas e a ilusão de grandes receitas em dinheiro de forma a atrair pessoas pelo fator ganância. O produto torna-se numa desculpa para o desenvolvimento do esquema. Normalmente eles criam cópias de outros produtos legítimos que já existem.
Pra finalizar, em vários binários as pessoas consideradas distribuidoras, de acordo com critérios arbitrários por eles inventados, perfazem um total de 10% da rede. Conseqüência lógica óbvia desse número é que 90% da base não entra nesse critério. Essa é uma característica tendenciosa a mais para camuflar a verdadeira natureza da fraude, pois esse critério desconsidera volume mínimo transacionado, período na ativa, se ocorreu recrutamento, ou mesmo se eles próprios já receberam cheques referente a comissões com base na produção do seu grupo dos 90%.
As análises da maior parte dos binários mostram que somente poucas pessoas têm um rendimento considerável, enquanto mais de 98% dos distribuidores não ganham sequer em comissões do que eles pagam numa frequência mensal.
Agora  leitor observe como a MYTC se encaixa nessas características.
.
2) Estrutura da empresa/Plano de Marketing
Tudo muito bonito, pomposo. Requinte, riquezas e relaxamento são transmitidos no site promocional da MYTCEla oferece viagens de 4 dias e 3 noites em hotéis de 3 a 5 estrelas, com mais de 50 mil hotéis espalhados em mais de 150 países. Mas o que está por trás das exibições dessa empresa? Como é sua base, qual é sua verdadeira natureza? O que o recruta deve fazer para chegar à tão sonhada Presidência, nível que está no topo do plano de marketing do esquema?
Tomando emprestado o conteúdo do site behindmlm, a maneira de explicar o plano de compensação é dividi-lo em duas partes: Comissões de Vendedores Independentes e Comissões de Membros.

2.1 – Comissões de Vendedores

Depois de pagar uma taxa de adesão à My Travel and Cash, os vendedores estão capacitados a ganharem uma comissão de 7% sobre as vendas que efetuarem.(só aqueles que comprarem o pacote “Vendedores Independentes; recrutas que compram o pacote “Membros não tem acesso a esses 7%).
Isso equivale a uma comissão que varia de R$ 20,82 reais para R$ 45,33 reais por novo membro recrutado.

2.2 – Comissões de Membros

Depois de pagar uma taxa de adesão, os membros são inseridos em um sistema binário (matriz 2×2). Uma vez cheio com membros, a pessoa no topo do ciclo vai para fora da matriz,precisando comprar uma nova inscrição para reiniciar o processo.  (esse é o famoso “ciclar” desse sistema: envolverá “infinitas” taxas de adesão).
A matriz 2×2 tem várias posições para preencher e novos membros alimentam a base da matriz. Uma vez que a matriz é completa, o membro que estiver no topo vai para fora e a matriz se divide em duas matrizes novas com os dois membros do nível 2 da matriz que agora vão ocupar o topo das duas matrizes.
Dentro do plano de compensação da My Travel And Cash existem duas matrizes 2×2, o Travel Board e o Cash Board.
Uma vez que se adquire uma assinatura da Empresa, os membros iniciam na matriz Travel Board.
Uma vez que a matriz está cheia e a pessoa é lançada para o Cash Board, ela ganha uma comissão com base nos membros recrutados:
– Se tiver recrutado 2 membros, ganha R$ 170,00
– Se tiver recrutado 1 membro, ganha R$ 85,00
– Se não tiver conseguido recrutar ninguém, não ganha nada.
Uma vez ciclado para fora do Travel Board, os membros da My Travel And Cash são lançados para Cash Board.
O Cash Board opera da mesma forma do que o Travel Board, com as mesmas necessidades de recrutamento para ganhar uma comissão, uma vez que cicle para fora:
– recrutou 2 membros: R$ 5.100,00
– recrutou 1 membro: R$ 2.550,00

Se você não recrutar ninguém, não ganha nada.

Uma vez ciclados para fora do Cash Board, os membros devem recomprar para entrar novamente no Travel Board e iniciar o processo novamente, e não há limite para a quantidade de posições membros que se pode comprar na My Travel And Cash.
Em outras palavras, para sonhar ganhar algum dinheiro nesse sistema o recruta tem que utilizar sua estadia de 4 dias/3 noites e de recomendar a sanha do recruta-recruta à família, amigos, contatos, papagaio, cachorro, periquito, efetuando assim a venda de posições na matriz.
Todos os contatos recrutados se registram no website pessoal do participante ou através do identificador; isso gerará “vendas” para o recrutador, com os eventuais membros integrando sua matriz e o “ajudando” a percorrer o Travel e o Cash Board. Fazendo duas vendas diretas ganha-se R$ 170,00, e ciclando do Travel board para o Cash Board mais + R$ 5100,00. A ciclagem pode ser vista de outra forma:
- A cada 4 vendas, um membro cicla do Travel Board e ganha uma comissão de R$ 170,00 (se o membro realizou 2 vendas diretas)
- A cada 16 vendas, um membro cicla do Cash Board e ganha uma comissão de R$ 5100,00 (se o membro realizou 2 vendas diretas)
- Existem diversos bônus que os recrutas tem POSSIBILIDADE de auferir. Mas cá entre nós, terão que recrutar muitos cachorros, gatos, papagaios e periquitos para chegarem a esse nipe, antes que o esquema vá para o espaço!
Ou seja, na MYTC o recruta precisa de16 vendas para ciclar. Lembremos que, uma vez ciclado, o recruta precisa comprar uma nova inscrição para reiniciar o processo. Novamente, mais uma taxa de adesão para alimentar o sistema Ponzi enrustido.
2.3 – Processo de entrada na My Travel And Cash
O processo se dá através de 3 opções:
– O pacote “Cliente”, que custa R$ 645,00 inclui somente um pacote de viagem. Ao escolher o pacote cliente, a pessoa terá direito a uma estadia de 4 dias / 3 noites para 2 pessoas num Hotel de 3 a 5 estrelas em vários lugares do mundo. A reserva deve ser feita num prazo mínimo de 20 dias antes da data escolhida; a taxa de R$ 170,00 (taxa de ADESÃO) inclui taxas do hotel assim como a gestão da reserva, e essa taxa deve ser paga no máximo 20 dias antes da data de entrada no hotel. Se o cliente não pagar dentro deste período, a estadia será considerada como utilizada, anulando assim a reserva. O cliente pode cancelar a reserva sem custo algum num prazo máximo de 20 dias antes da data de reserva.
– O pacote “Membro” custa R$ 649,00 inclui uma posição na matriz (entrando na perna “Travel Board”) e um pacote de hospedagem (não nos esqueçamos dos R$ 170,00 da taxa de adesão).
– O pacote “Vendedor Independente” custa R$ 295,00 e permite que os membros aufiram 7% em todas as vendas de associação que eles fazem.
Portanto, com apenas R$4 de diferença entre os pacotes “Cliente” e “Membro”, é óbvio que a única razão da existência do pacote Cliente é para dar a ilusão que a MYTC não é apenas mais um esquema de recrutamento baseado em viagens.
Do ponto de vista de um membro, no entanto, não há absolutamente nenhum incentivo para vender qualquer pacote ao cliente. Eles não ganham uma comissão sobre esta venda e o dinheiro vai direto para a empresa.
Quanto à opção de membro Vendedor Independente não há vantagens aparentes.
Ciclar no Travel Board e Cash Board requer onze vendas de membros e o mesmo novamente para o Cash Board. Assim, temos um total de 22 vendas de membros para que o felizardo ganheR$5.270,00 na MYTC.
Seguindo este raciocínio, de acordo com a opção Vendedor Independente, as mesmas 22 vendas resultariam em apenas R$ 997,00.
É evidente que a opção de membro Vendedor Independente também esta incluído apenas para adicionar a ilusão de legitimidade para a empresa.
Obviamente o modelo de negócio por trás da MYTC é que os membros comprem a matriz por R$ 645,00, ciclem e depois comprem novamente. As viagens são apenas artifícios para mascarar o esquema e nenhuma das comissões são gerados através da utilização efetiva de quaisquertítulos de viagem da MYTC ou de seus afiliados, e sim através do recrutamento (adesão).
Ou seja, se o valor da adesão é de R$645,00, isso se configura num preço igual ou um pouco menor do que o valor real da aquisição da reserva em um Hotel 4 estrelas (3 dias). A pergunta que fica é: sendo assim, como a empresa pode pagar todos os bônus citados, acumular lucros, fazer face às despesas, aos impostos etc., se não com a adesão de novos prospectos? É um esquema Ponzi bem articulado e razoavelmente mascarado.
Para que o sistema pudesse funcionar sem a realidade cabal de entrar em colapso, o custo das reservas teria que ser bem menor (pagamento das despesas fixas e operacionais – ciclos). E como o sustentáculo do esquema gira em torno das novas adesões, o sistema fatalmente entrará em colapso, mais cedo ou mais tarde.
Outro dado é que na maioria dos hotéis que o site apresenta não há disponibilidade para reserva, e entram nesse rol muitas vezes os hotéis mais caros.
Para hospedagem, a soma do pacote mais a taxa de reserva fica em R$ 816,00; para ficar em conta a pessoa deve se hospedar em um hotel no qual a diária supere R$272,00 (816 dividido por 3), para 4 dias e 3 noites, ou seja, somente em hotéis de luxo os valores serão maiores, e como dito anteriormente muitas vezes não há diárias disponíveis para esses hotéis através do site da MYTC.
Então, se o preço da diária do hotel sair por menos de R$ 272,00 compensa a pessoa pagar com o seu dinheiro direto no hotel e deixar para utilizar a MYTC em uma outra oportunidade.
Também, alguns membros não deixam claro nas apresentações que não são todos os hotéis do site MYTC que hospedam 4 dias e 3 noites, há uma regra que não é divulgada nas apresentações e nem explicitada no site oficial.
.
3) Outras considerações
3.1 – Análise mais aprofundada dos números anteriores
Com efeito, reforçando o que foi dito anteriormente, conforme consta no próprio site da MYTC, verificamos que empresa não fornece nota fiscal, pois não possui um produto, mas vende um serviço oriundo de terceiros acima do preço com o intuito de remunerar a rede de prospectos. Diga-se de passagem, não há um mercado para o serviço oferecido, visto que sai mais barato hospedar-se por conta própria, como já vimos anteriormente. A empresa fornece poucas informações acerca de seu modelo de negócio, a menos que a pessoa se transforme em prospecto (a tão surrada via do recrutamento). Ela não está registrada na Suíça e na Inglaterra, informação que dão a entender quando acessamos seu site, e ela bonifica os associados sobre a totalidade da taxa de adesão como já vimos.
Somado ao que está descrito acima, vemos que o dinheiro dos novos prospectos paga a rentabilidade daqueles já presentes na rede. Como bem lembra Ricardo Guimarães, quando a MYTC oferece um produto que custa mais para a própria MYTC e dá ao afiliado o direito de uso, ela paga a diferença do que custa a mais retirando do dinheiro dos novos afiliados. A engrenagem funciona muito bem na medida em que haja adesões e que as viagens não sejam resgatadas. Na medida em que os resgates não estejam compatíveis com as adesões o esquema explode. Ou seja, como aquilo que entra é direcionado para pagar comissões, acaba faltando dinheiro para pagar as estadias nos hotéis, mesmo que haja desconto no agenciamento. Como o resgate das diárias com o tempo subirá e o crescimento das adesões diminuirá (nem contando aí o tempo para as ciclagens), teremos problemas, pois a receita para pagar novas comissões só pode vir de dois lugares: do recrutamento/novas adesões ao esquema e da torcida pelo não resgate das estadias. Quando o esquema está na fase de crescimento, quem entrou primeiro “surfa na onda”, mas uma vez que aquele tenha se estagnado e os resgates tenham aumentado, o esquema rui. É exatamente o que acontecerá no caso da MYTC.
Esse raciocínio aponta para o fato de que as estadias são uma FACHADA para mascarar uma pirâmide financeira, um esquema Ponzi enrustido. Em outras palavras, se a empresa paga a hospedagem que, “coincidentemente”, é equivalente ao valor da adesão, o dinheiro para as bonificações só pode se originar das novas adesões.
Aliás, no esquema Ponzi,  o dinheiro só flui das mãos dos últimos que entraram para as mãos dos velhos investidores, e se a base de investidores minguar, todo o esquema vai por água abaixo. A grande vantagem do esquema de Ponziano originário (se é que podemos classificar isso como “vantagem”) para seus participantes é que eles não precisavam recrutar ninguém.
Para quem quiser aprofundar sua pesquisa sobre esquemas Ponzi, clique aqui.
Além disso, como dissemos no início do post, ela copia exatamente a TVI Express, empresa processada por fraude e diversas prisões em países como China, Índia, Thailândia, entre outros, com notas de alerta na NBC e ABC News. O nome do dono da TVI tem o mesmo sobrenome do sócio brasileiro da My Travel and Cash.
Mais sobre a TVI aqui

3.2 – Sede no Brasil?

De acordo com site www.registro.br (Registro de Domínios para a Internet no Brasil), o domínio mytravelandcash.com.br encontra-se em processo de liberação, que ocorrerá entre 02/06/2012 15:00 e 17/06/2012 15:00.
A empresa encontra-se registrada no CNPJ 09.517.176/0001-90 com o seguinte endereço:
Rua J. A. Silveira 548 SALA 02
Bairro: Lagoa da Conceição
Cidade: Florianópolis – SC
CEP: 88.062-150
O endereço está localizado há 1km do Terminal Rodoviário (TILAG) na rua da Escola de Vôo Parapente Sul, SEM um escritório em funcionamento efetivo.
Além disso, a empresa não possui telefone para atendimento ao público. Para contato tem apenas os seguintes e-mails:
A sede da empresa está localizada em Seychelles, um pequeno paraíso fiscal encravado em pleno Oceano Índico.
No exterior não há qualquer mostra acerca de quem é o real dono da empresa, mas registra um domínio de site no nome de Merlini, como pode ser conferido clicando-se aqui
 .
4) Teste de Taylor
E pra finalizar, aplicaremos o teste de Taylor para ratificar a configuração piramidal desse esquema.
1. Afirmação: o recrutamento de participantes é ilimitado em uma interminável rede de motivados recrutadores que são incitados a recrutarem novos recrutadores ad infinitum.
Pergunta: o recrutamento ilimitado é permitido, incentivado, e existem aqueles que são recrutados, autorizados e incitados por incentivos (sobreposições, adiantamentos, compras etc.) para recrutar distribuidores que se transformarão em recrutadores adicionais, que por sua vez também são autorizados e motivados a continuarem recrutando mais recrutadores indefinidamente, de forma que o efeito é uma rede infinita de recrutadores que recrutam novos recrutadores?
Resposta: SIM
Comentário: a consequência mais gritante dessa “bandeira” é a de que se um determinado mercado está saturado (saturação de fato), o programa deve mudar para outro local ou introduzir novos produtos ou divisões para continuar. A oportunidade para cada pessoa nova ganhar dinheiro se torna cada vez menor quando esta cadeia infinita ou pirâmide de participantes continua se expandindo. Esse é perfeitamente o caso da MYTC: esquema importado da Europa sob acusações de fraude e processos, em que a concorrência é feroz, e munida de produtos e promoções mais baratas (no caso, o serviço “hospedagem”).
2. Afirmação: o avanço em uma hierarquia de vários níveis de “distribuidores” é conseguido através do recrutamento, e não por compromisso.
Pergunta“Um participante avança em posição (e renda potencial) numa hierarquia de níveis múltiplos de “distribuidores”, recrutando outros distribuidores abaixo dele, que por sua vez avançam recrutando outros distribuidores abaixo deles, etc”?
Resposta: SIM
Comentário: o resultado é o compromisso para com o recrutamento, com o objetivo de ascender aos níveis superiores de pagamento da hierarquia de distribuição. Se a única maneira pela qual um recruta pode ganhar significativamente no esquema é através do recrutamento como forma de avançar a níveis mais elevados do plano de compensações, temos aí fortes indícios de um sistema em pirâmide. Vide a ciclagem das matrizes Travel Board para a Cash Board, e vice-versa.
3. Afirmação: Exigências do tipo “Pagando para jogar” são satisfeitas por contínuas “compras incentivadas”.
Pergunta: “Distribuidores” são encorajados a fazer aquisições significativas quando recrutados? Isto é, eles são encorajados a fazer investimentos significativos em “compras incentivadas”, a fim de tirar partido das vantagens da “oportunidade de negócio”, e depois continuam a qualificação para a progressão – ou estacionamento – na empresa de MMN?
Resposta: SIM
Comentário: o ciclo se inicia na perna Travel Board e depois vai para a Cash Board. Uma vez ciclados para fora do Cash Board, os membros devem recomprar para entrar novamente no Travel Board e iniciar o processo novamente.
4. Afirmação: a empresa paga as comissões e/ou bônus a mais de cinco níveis de “distribuidores”.
Pergunta: será que a companhia paga as comissões e gratificações a distribuidores em uma hierarquia de mais níveis do que está funcionalmente justificado, i.e., mais de cinco níveis?
Resposta: NÃO
Comentário: Aqui a resposta é NÃO, mas a coisa ainda muda PRA PIOR: é um esquema Ponzi enrustido, aquilo que conhecemos como pirâmide clássica.
5. Afirmação: o pagamento da companhia (ou seja, comissões) das vendas ligadas a cada participante upline iguala ou excede o pagamento feito pela venda de produtos, desincentivando a venda a varejo e incentivando excessivamente o recrutamento, o que provoca uma concentração extrema da distribuição dos rendimentos no topo da pirâmide.
Perguntaserá que um distribuidor que compra produtos para revenda recebe menos do que o pagamento total (em comissões, prêmios, etc) que a empresa de MMN paga aos participantes uplines que pouco ou nada tinham a ver com a venda?
Resposta: SIM
Comentário: facilmente verificável observando as ciclagens (Travel – Cash).
Últimas Considerações
Como vimos no decorrer desse texto, a MYTC é um esquema Ponzi camuflado, um sistema piramidal genuíno. Não há muito a acrescentar acerca dessa empresa, a não ser “Scam detected”. Se a empresa paga a hospedagem que é equivalente ao valor da adesão, o dinheiro para as bonificações só pode se originar das novas adesões, o que caracteriza um esquema do tipo Ponzi.
Ao leitor que se sentiu motivado a entrar nesse esquema, cuidado: os números são claros. Àqueles que já entraram no sistema, pensem bem aonde estão pisando: no potencial destrutivo não só para você mesmo, como também para as pessoas que porventura você coloque no esquema.
That’s it!
Anúncios Patrocinados:



Artigos relacionados:

0 comentários:

Postar um comentário